quinta-feira, fevereiro 04, 2010

no mar


neste momento
quero pensar
num imenso mar
de sensações
que me provoquem visões
pelo muito te amar.

mar em fúria
se abrindo em tempestades
e furores de verdade
a agitar o meu ar.

ofegante, as ondas se cortam
e um céu de negritude extensa
as tocam em pedidos eternos
de amor, de amar.

a beijar esse céu as ondas se enlaçam
num mar de explosões
sufocando-me
sugando-me o ar.

essas águas me enchem
completam-me e entornam
banham-me e afogam-me
levam-me ao fundo do mar.

Um comentário:

  1. Lindo! Tem um som que emana do fundo da alma até os ouvidos da mente...

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Quem sou eu? De onde vim? Para onde vou? Blá... Blá... Blá...