quinta-feira, setembro 02, 2010

POEMEU: OS QUE JÁ CAÍRAM, AH!

No Paraíso, na rua, na História,
Na escada.
Caiu Humpty Dumpty
Na aventura de Alice.
Caiu a própria Alice.
Caiu a mãe de Hamlet,
Caem as folhas no outono,
Mais tristes quando cai a tarde.
E depois do primeiro homem
E da primeira mulher
Todos os grandes caem
Em seu dia e hora.
Caiu Saul, e Jonas, e Golias,

E também os muros que cercavam
Os poderosos donos de Jericó.
Caiu Tróia e caíram os romanos.
Lúcifer levou nove demorados dias
Em sua assustadora queda,
A mais profunda queda registrada.
Há grandeza
Nos homens que caem.
Não se respeitam, porém, as decaídas.
Mas ambos ocupam o mesmo lugar
Na composição eterna da caída
Humana. A gravidade é a negação da vida
Desde a invenção dos tempos.

Um comentário:

  1. ---É fabuloso seu blog...
    Estou seguindo este conteúdo incrivel!


    Um abraço do rafah!
    http://eternizadoempalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Quem sou eu? De onde vim? Para onde vou? Blá... Blá... Blá...